Nitretação a gás e medição de O2

combustion-control

A nitruração a gás é um processo de tratamento térmico que difunde o azoto na superfície de um metal para criar uma camada endurecida. A camada de azoto é adicionada à superfície das peças de aço utilizando amoníaco dissociado como fonte. O amoníaco é "quebrado" introduzindo-o num forno a temperaturas tipicamente entre 550...570°C. O amoníaco (NH3) dissocia-se em azoto e hidrogénio, com o azoto a difundir-se na superfície quente do metal, criando uma camada de nitreto.

A presença de oxigénio neste ambiente aquecido pode provocar uma explosão. Para minimizar o risco de explosão durante a introdução de amoníaco, o forno deve primeiro ser purgado e os níveis de oxigénio devem ser reduzidos, normalmente para menos de 3-5%. O gás de purga é geralmente o azoto.

Esta parte do processo é geralmente controlada por um medidor de fluxo de massa para determinar a quantidade de azoto que é necessário fornecer com base na área de superfície da peça e no volume da retorta do forno. Alguns profissionais da nitruração também optam por medir o nível de oxigénio no forno neste ponto como um segundo valor de referência. Tanto do ponto de vista da segurança como também como parte de um sistema para monitorizar o potencial (Kn) no forno.